sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Nota de esclarecimento sobre "Minha carta aos desviados"


Quando eu fiz este blog, nunca pensei que alguns textos fossem tão acessados. Sempre dou uma olhadinha nas estatísticas e todos os dias tem alguém lendo "Minha carta aos desviados". Quando se coloca a  expressão "carta para desviados" no Google, aparece meu artigo...
Gostaria de esclarecer aos leitores do texto mais lido que a mensagem é "Minha", é "Minha carta", "Minha carta aos desviados". Recebi algumas mensagens grosseiras, em CAIXA ALTA, dizendo que eu precisava saber o que é Graça... PUF!!!!!!!!

Gostaria de dizer aos arminianos de plantão que eu sei e compreendo perfeitamente o significado da expressão "Graça de Deus", contudo, creio biblicamente que a "graça" (salvífica) não é para todos. Além do mais, conheço diversos tipos de "desviados". Conheço alguns que caíram e não conseguem se levantar por causa do pecado, e por eles choro até hoje. Outros caíram e, por vergonha ou medo de serem rechaçados pelos FARISEUS DAS IGREJAS, não conseguem voltar a ter convívio cristão. Contudo, nos dois casos que citei, é nítido nos próprios rostos deles que um dia eles tiveram sim, de fato, a regeneração. São por eles que oro e creio que voltarão a ter uma vida de intimidade com Deus.

"Minha carta aos desviados" não foi escrita para os casos de "desvios" que citei acima. É pra gente que nunca se converteu mesmo e anda por aí dizendo que já foi crente... Culpa tudo e todos por seu "desvio", mas não reconhece o pecado que há dentro de si.

Além do mais, me informe em qual momento no texto eu cometi alguma heresia. Lembrando sempre que é uma "carta" particular e que eu tenho liberdade literária para escrever do jeito que eu quiser, contanto que não distorça nenhuma passagem bíblica. Teve literatura no meio do texto? Sim. E qual o problema? Críticas recebo, mas textos em CAIXA ALTA dizendo na minha cara que eu não sei o que é "Graça" não passa pelo crivo.

Se você estava procurando alguma "carta" para passar a mão na cabeça de desviado, realmente, procurou no site errado. Meus pêsames. E, se um dia, eu me desviar da igreja, posso até me desviar dela, mas nunca de Cristo. Posso até pecar e permanecer em pecado não sei quantos anos, ainda assim, terei plena convicção da Graça de Deus na minha vida. É por isso que não costumo brincar com a "Graça". Antes pecar e se levantar pela "GRAÇA DE DEUS" do que pecar e permanecer caído (desviado). Ou, pecar, permanecer caído e, definitivamente, nunca ter sentido o prazer de desfrutar da "Graça de Deus", acusar tudo e todos pelo desvio e ainda ter a cara-de-pau de dizer pra mim: "não julgue". Caramba! Falar a verdade é julgar? Se você nunca sentiu a GRAÇA DE DEUS e permanece caído até hoje, seu lugar não é no Céu, e não sou eu que digo isto: “nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci: apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”, Mt.6:21-23. “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus”. Ef.2:8. “E Isaías diz ousadamente: ‘Fui achado por aqueles que não me procuravam; revelei-me àqueles que não perguntavam por mim”. Rm.10:20.
E se acham que fui grosseira no artigo, não me desculpo. Além de ter gostado do texto, creio que não falei nenhuma heresia! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espero que o texto tenha edificado ou tenha feito você refletir! Deus te abençoe.